Aprendendo sobre o Iluminismo

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

0 comentários

Professor Girafales: Bom dia alunos.

Todos: Bom dia querido professor!

Girafales: Hoje nós iremos falar sobre o Iluminismo. Alguém poderia me dizer o que foi esse tal de Iluminismo?

Chaves: Foi o ato de iluminar as pessoas pra elas não ficarem no escuro.

Girafales: Não, nada disso.

Nhonho: Só poderia ser o tonto do Chaves!

Chiquinha: Falando de escuro...

Girafales: Sim Chiquinha.

Chiquinha: O que se deve fazer quando uma pessoa está sentindo uma dor no coração?

Girafales: Fazer uma massagem cardíaca.

Chiquinha: Não professor, está errado.

Girafales: Então, o que se deve fazer?

Chiquinha: Apagar a luz.

Girafales: Apagar a luz?

Chiquinha: Sim, pois o que os olhos não vêem , o coração não sente.

Todos: KKKKK

Girafales: Voltando a falar sobre o Iluminismo: Foi um movimento de idéias que teve origem no século XVII e se desenvolveu principalmente no século XVIII na Europa.

Nhonho.Por que se denominou assim?

Nhonho: Porque os filósofos iluministas viam a si mesmos como militantes da luta da razão, “a luz”, contra a tradição cultural, institucional, “as trevas”.

Girafales: Está certíssimo! Pra finalizar a aula vou falar sobre dois de alguns filósofos que defendiam essa ideologia. O primeiro é John Locke foi o fundador do liberalismo constitucional, que concebe o Estado submetido à um contrato. O direito natural da propriedade, fruto do trabalho é o fundamento do valor econômico vital do trabalho.

O mesmo estava interessado nos tópicos tradicionais da filosofia: o Eu, o Mundo, Deus e as bases do conhecimento. É contemporâneo de Thomas Hobbes, mas, ao contrário deste, é liberal e tem convicções parlamentaristas. Suas teses estão na base das democracias liberais. No século XVIII, os iluministas franceses foram buscar em suas obras as principais idéias responsáveis pela Revolução Francesa.

O outro é Montesquieu , o qual quis explicar as leis humanas e as instituições sociais: enquanto as leis físicas são regidas por Deus, as regras e instituições são feitas por seres humanos passíveis de falhas. Definiu três tipos de governo existentes: republicanos, monárquicos e despóticos, e organizou um sistema de governo que evitaria o absolutismo.

Para evitar o governo despótico acreditou que a ação do governo deveria ser dividida em três poderes.

Alguém poderia me dizer quais foram esses poderes?

Godines: Sim professor. Foram O poder de Grayskull, o poder das Meninas Super Poderosas e o do SuperMan.

Girafales: Tá,tá,tá,tá,tá. Era o poder Legislativo, Executivo e Judiciário.

Depois dessa, a aula já está encerrada.

FIM

GRUPO: 01

Mineração no Brasil Colonial

0 comentários
video


grupo 4

Sociedade Açucareira VS Sociedade Mineradora

5 comentários
A sociedade açucareira tinha uma pirâmide social estratificada (sem mobilidade social), que ficava assim:

Na sociedade mineradora sugiram novas classes sociais, como os trabalhadores assalariados e os comerciantes. Com a descoberta do ouro e a conseqüente possibilidade de enriquecimento houve a possibilidade de mobilidade na pirâmide entre as classes sociais:


Grupo 2

Vamos Procurar Ouro?

0 comentários
Então, querido leitor!
Estava aqui matutando, então tive uma idéia. Vamos procurar ouro no nosso quintal?
Aqui vão aas técnicas usadas por trabalhadores durante o período da Sociedade Mineradora no Brasil:

A Lavra:

Lavras era espécies de empresas que realizavam mineração em larga escala, que dispunham de ferramentas especializadas e exploravam grandes jazidas, utilizando mão-de-obra escrava. O trabalho livre era insignificante e o índio não era empregado.

Escravos trabalhando na lavra.



A Faiscação:

A faiscação era a pequena extração representada pelo trabalho do próprio garimpeiro, um homem livre de poucos recursos que excepcionalmente poderia contar com alguns ajudantes. O faiscador era considerado nômade. Poderiam ser, também, escravos que se encontrassem uma grande quantidade de ouro ganhavam a alforria. Tal atividade era realizada em áreas ribeirinhas.




É, pessoas... Eu acho que por essas técnicas em prática hoje em dia é meio difícil, não acham?
Da próxima vez que quiserem conseguir ouro juntem o seu rico dinheirinho e corram para a joalheria mais próxima!

Grupo 4

Sociedade Mineradora - Começou Como?

0 comentários
Por conta de suas dívidas com a Inglaterra, a terra do nosso conhecido Cabral estava em déficit econômico. Mas, ai os portugas "tiveram a idéia" de procurar ouro no Brasil. E tchãraaaam! Lá esta o mais valorizado minério, escondido em solo brasileiro. A partir daí começa-se a explorar as riquezas do nosso subsolo, com o intuito de quitar a dívida com a Inglaterra (mas, o ouro foi largamente utilizado para as artes).
Assim se dá o início da sociedade mineradora, que substituiu a sociedade açucareira trazendo diversas mudanças em vários âmbitos do cenário colonial.
Em cem anos a população cresceu de 300 mil para, aproximadamente, 3 milhões de pessoas, incluindo aí, um deslocamento de 800 mil portugueses para o Brasil. Paralelamente foi intensificado o comércio interno de escravos, chegando do Nordeste cerca de 600 mil negros.Ou seja, a colônia passava por uma reviravolta que trouxe aspectos positivíssimos e negativíssimos

Grupo 4

Mesquiiiiiiinha!!!

0 comentários

A mineração no Brasil colonial trouxe algumas modificações na administração do Brasil. E Portugal foi muito espertinho,porque em cada lugar que se descobrisse ouro,era criada a Intendência das Minas,que tinha por objetivo administrar a mineração.Cá pra nós,isso teve foi o objetivo de explorar mais dos pobres e coitados colonizados.Apesar de permitir a livre exploração,por um tempo,a metrópole cobrava um quinto do ouro extraído.

Mesmo com tanta fiscalização... (até porque,assim como Portugal,os colonos também eram espertos),praticavam contrabando,e então a Coroa Portuguesa resolveu ser mais rígida.Criou assim a Casa de Fundição.Agora ninguém tinha como roubar,porque todo ouro encontrado devia ser levado para essa casa,onde o mesmo era fundido em forma de barra e já se tirava automaticamente o quinto da Coroa.

O ouro começou a se esgotar, então,o governo português fixou em 100 arrobas de ouro anuais o mínimo a ser arrecadado em cada município como pagamento do quinto.

É incrível como essa Coroa faz de tudo pra lucrar não é?...Vejam esse vídeo abaixo que tem uma musiquinha bem legal que resume o assunto:


video

Grupo 2


Jogo rápido

0 comentários
Sociedade Açucareira x Sociedade Mineradora

Características:

* Plantações de cana- de açúcar

* Busca pelo ouro e pedras preciosas.

* Divisão:

( Pirâmide estratificada)

* escravos

* homens livres

* aristocratas

* Divisão:

( Pirâmide com mobilidade social)

* escravos

* assalariados, comerciantes

* Senhores de Engenho

* As cidades não se desenvolveram como na sociedade mineradora, pois tudo era exportado.

* Houve o desenvolvimento das cidades e do mercado interno.

* Capital em Salvador

* Capital no Rio de Janeiro

* Trabalho escravo: Africanos e índios.

* Trabalho escravo: Africanos

* Decadência: a decadência da economia açucareira deveu-se ao carregamento de mudas de cana- de – açúcar feito pelos holandeses, estes que levaram para as Antilhas e passara a produzir, eles próprios, acabando com o monopólio brasileiro de sua produção.

* Decadência: foi ocasionada devido ao esgotamento das jazidas por causa da intensa exploração que nelas eram feitas. Junto a isto, o governo português decide aplicar normas para tirarem vantagem e não serem desfavorecidos, logo, adotam a Cota mínima anual (determinava que a soma final do quinto deveria atingir pelo menos 100 arroba) e a Derrama ( cobrança dos impostos atrasados).

* A produção açucareira enriquecia Portugal.

* A exploração do ouro beneficiava principalmente a Inglaterra por conta do Tratado de Methuen.


Grupo 2

As inerentes falhas do Iluminismo

0 comentários

Palavras como igualdade e liberdade sempre foram o alvo de muitas gerações para se alcançar uma vida digna. Precisamente no século XVII ocorreu uma revolução intelectual, o que os teóricos desse movimento chamaram de Iluminismo.

Estes utilizaram a razão como principal símbolo para a explicação dos fenômenos naturais e sociais. Segundo os ideais iluministas, cabia a sociedade a busca pela felicidade e ao governo caberia o dever de garantir os direitos naturais como: a livre expressão de ideias, igualdade perante a lei,além de proteção contra a escravidão, a opressão e as guerras.Meios que apenas ficaram na teoria ou simplesmente estão a espera de pessoas que realmente necessitem lutar por elas.

Para mostrar que estas ideias de fato não se concretizaram e a ênfase na frase “igualdade para todos os homens” não incluiu a etnia negra, o filme “ O Grande Desafio” com a atuação de Denzel Washington conta uma história verídica de um professor que liderou uma turma de garotos prodígios da Willy College, instituição apenas para negros. Os jovens Henry Lowe, Samantha Booke e James Famer Jr. formaram uma equipe invencível de debatedores entre os anos 20 e 30, estes argumentam e defendem temas sociais.

Apesar de abolida a escravidão, muitos negros naquela época eram torturados e incendiados no Texas, muitos brancos ainda padeciam com a doença da intolerância racial, uma afirmação que contradiz a fala do professor Melvin “Eu também sou a América”. Esta passagem revela que a imagem que o afro-descendente passava ainda era de ser inferior comparado ao fracasso, mantendo a mesma mentalidade primitiva “manter o negro fisicamente forte, mas psicologicamente fraco”, um ato de libertar o corpo e dominar a mente. Entretanto os negros estão buscando mudar essa realidade. (1º falha do pensamento iluminista)

A liberdade de expressão é notória, tanto que alunos de universidades para negros e brancos podem competir entre si em grandes debates, em que as armas utilizadas aqui são as palavras e vence quem convencer melhor. O confronto entre os negros e brancos apesar das diferenças, ambos desejavam um mesmo propósito: igualdade social, só que em contextos diferentes. Enquanto o primeiro faz uso do privilégio apenas de uma minoria “burguesa”, o segundo tenta quebrar barreiras favorecendo todas as classes. Contando apenas com a sabedoria, a verdade e a fé em suas atitudes, os personagens do longa metragem ultrapassam obstáculos sem usar a violência, fazendo uso de armas poderosas chamadas Argumentos.


Grupo 01

Texto para reflexão

0 comentários
Como Seria?

Como todos nós sabemos, o Iluminismo foi o responsável pelas principais mudanças do mundo a partir, especialmente, do seu desenvolvimento no século XVIII; mudanças estas de caráter social, político, econômico e científico.

Agora, pare e pense!! Como seria o mundo moderno se não houvesse ocorrido o Iluminismo? Como seria a nossa vida cotidiana? Será que teríamos, hoje, os mesmos deveres e direitos? Ou melhor, será que a palavra “direito” faria parte do nosso vocabulário? E a palavra “igualdade”?

Bom, talvez, vivêssemos ainda como “marionetes” nas mãos da Igreja Católica e/ou sob o poder absoluto de um rei.


Grupo 3

O ILUMINISMO E A ATUALIDADE

0 comentários
O movimento iluminista ocorreu durante o século XVII XVIII, mas ainda hoje é perceptível reflexos das idéias deste movimento. Um exemplo é a divisão do poder político em três esferas: a Legislativa, a Executiva e a Judiciária. Proposta feita pelo pensador iluminista Montesquieu em sua obra “o Espírito das Leis”. Como podemos ver nas charges abaixo:

A semelhança entre as duas charges é que ambas mostram as funções de cada esfera política, porém elas fazem crítica, mostrando o “lado negro” desse sistema.


GRUPO 3